Podem candidatar-se a estes apoios associações e federações das comunidades portuguesas ou outras pessoas coletivas nacionais ou estrangeiras, legalmente constituídas há mais de um ano, sem fins lucrativos ou partidários, cujo objeto vise o benefício sociocultural das referidas comunidades ou proponham a realização de atividades que resultem em benefício das comunidades portuguesas.

As áreas prioritárias a apoiar serão os projetos que privilegiem a promoção da língua e da cultura portuguesas, os jovens, a inclusão social, a capacitação e a valorização profissional, a participação cívica e política, o combate à xenofobia e o diálogo com as micro e pequenas empresas dos portugueses residentes no estrangeiro que queiram investir em Portugal.

As candidaturas devem ser apresentadas até ao dia 31 de dezembro de 2019

Abertas as Candidaturas a Apoios ao Associativismo da Diáspora